Observatório de cinema - Casa das Artes de Vila nova de Famalicão

Sobre

o observatório

Close-up é um tipo de plano cinematográfico que aproxima a observação, mas é também um filme incontornável na história do Cinema (de Abbas Kiarostami, 1990), que servirá de epígrafe deste Observatório: na colisão entre o documentário e a ficção, entre o real e o simulacro, emergem as potencialidades humanistas do Cinema: um homem envolve-se com uma família passando-se por um realizador, é julgado por esse delito, mas é perdoado, redimido pelo cinema de Kiarostami. Edifica-se, então, um Observatório de Cinema, com vigência estendida ao longo de todo o ano e com uma Mostra, ponto alto e intenso da programação, que na 3.ª edição decorrerá entre os dias 13 e 20 de Outubro. Procurando inovar no formato, para lá da ideia conceptual de Festival, pretende-se, tal como a designação Observatório deseja evocar, um contínuo e detalhado olhar sobre a produção do Cinema do presente, antecipando as mutações que o futuro trará, nas suas relações com as outras artes, o mundo académico e a comunidade, atribuindo protagonismo a sessões comentadas que se estendem por todo o programa. A história do Cinema estará no cerne da programação do Observatório, sustentada no legado da linguagem das imagens em movimento: da arqueologia das imagens fantasmáticas do virar do séc. XX, até ao universo digital e da multiplicação de ecrãs do séc. XXI.

Deixamos abaixo as secções que compõem esta edição:
  • Filmes-concerto
    Nas Noites de Abertura (13.Out) e Encerramento (20.Out): The Legendary Tigerman (em estreia, encomenda do CLOSE-UP) e Noiserv;
  • Paisagens Temáticas: o Lugar
    Ciclos dedicados a conteúdos humanistas, a vagas artísticas ou momentos da História, ancorados na produção das imagens em movimento sobre esses temas; Estrearemos uma exposição de Fotografia e Vídeo à medida do foyer da Casa das Artes, da autoria da dupla Virgílio Ferreira & Ana Guimarães.
  • Cinema Mundo: América Latina
    Cinematografias emergentes e documentários, uma travessia de latitudes com obras que desafiem a linguagem do Cinema;
  • Histórias do Cinema
    Retrospectivas e cruzamento de obras de grandes cineastas e movimentos da história do Cinema, comentadas por cineastas, críticos e historiadores do Cinema: a filmografia de Kenji Mizoguchi cruzada com a obra de alguns cineastas portugueses;
  • Cinema para as Escolas
    Sessões e workshops para o Público Escolar, através de uma programação estabelecida para os vários escalões etários, do ensino básico ao secundário, incluindo turmas de aprendizagem do ensino do audiovisual. Enquadradas no Plano Nacional de Cinema, com sessões na Casa das Artes e nos Agrupamentos de Escola;
  • Café Kiarostami
    Conversas, projecções e concertos, através do Cinema. No café-concerto da Casa das Artes;
  • Fantasia Lusitana
    Programação dedicada a uma corrente do Cinema Português contemporâneo, retrospectiva de um realizador ou produtora; nesta edição, dois realizadores em destaque: Diogo Costa Amarante e Mário Macedo;
  • Sessões para Famílias
    Projecções e workshops para o Público Infantil e Famílias, através de parcerias com várias instituições que disponibilizam obras de animação e oficinas.

De 13 a 20 de Outubro, em vários espaços da Casa das Artes, o terceiro episódio do Close-up – Observatório de Cinema de Vila Nova de Famalicão, com cerca de 40 sessões de cinema contemporâneo cruzadas com a história do Cinema (com Mizoguchi em destaque), sob o mote do Lugar, incluindo filmes-concerto (em estreia por Legendary Tiger Man) e Noiserv, filmes comentados (por realizadores, jornalistas, académicos), sessões especiais, um panorama da América Latina, conversas e concertos no café-concerto, filmes e workshops para escolas e para famílias, uma produção própria (de Mário Macedo) incluída no panorama de produção portuguesa e uma exposição de fotografia da dupla Virgílio Ferreira & Ana Guimarães à medida do foyer da Casa das Artes. Destaque, também, para o acolhimento do arranque do ano quatro do CinEd, programa europeu de educação ao cinema dirigido a jovens entre os 6 e os 18 anos, financiado pela Europa Criativa/ Programa MEDIA da União Europeia e que reunirá durante quatro dias todos os parceiros dos nove países envolvidos.

Bilheteira
Geral: 2 euros
Cartão quadrilátero: 1 euro
Entrada livre: estudantes, seniores, associados de cineclubes

Bilheteira Filmes-concerto
Geral: 6 euros
Cartão quadrilátero, estudantes, seniores, associados de cineclubes: 3 euros

Bilheteira Workshops Famílias
Adulto + Criança: 5 euros
Ficha técnica
Organização: Município de Vila Nova de Famalicão / Casa das Artes
Programação: Vitor Ribeiro, com Carlos Nogueira (ciclo América Latina)
Concepção: Vítor Ribeiro, com Álvaro Santos e João Catalão
Textos, Apresentações e Debates: Carlos Natálio (CN), Carlos Nogueira (CNo), Cristina Coelho, Hugo Romão Pacheco, João Catalão, Ricardo Vieira Lisboa (RVL) e Vítor Ribeiro (VR)
Produção: Casa das Artes de Famalicão
Comunicação: José Agostinho Pereira e Cristiana Carmo
Grafismo: Galeria Gabinete