2019

Filmes-Concerto e Sessões Especiais

O privilégio de proporcionar o cruzamento de linguagens, Cinema com Música, a incluir no património do Teatro Municipal: dois filmes-concerto em estreia, encomendas do Observatório de Cinema: a ORQUESTRA JAZZ DE MATOSINHOS com nova pauta para um dos monumentos da história do cinema, O Couraçado Potemkine, um dos exemplares do revolucionador da montagem, Serguei Eisenstein; catedráticos e lendários do rock, os MÃO MORTA acrescentam sons e vozes aos interiores e exteriores de A Casa na Praça Trubnaia, obra máxima do ucraniano Bornis Barnet.

Duas sessões especiais, os dois mais recentes filmes de dois grandes autores do cinema contemporâneo: QUENTIN TARANTINO, cinema popular do nosso tempo, cinema que ambiciona conversar, e meter-nos ao barulho, com a história do cinema, com as pequenas e as grandes histórias, os loosers e as lendas, em Era Uma Vez em… Hollywood; o filipino BRILLANTE MENDOZA (prémio máximo em Veneza com Lola) na ante-estreia de Alpha: Nos Bastidores da Corrupção, em mais um capitulo do seu cinema humanista, na colisão do reduto familiar, de luta pela sobrevivência, com a corrupção e o crime, num dos territórios mais desiguais do mundo. (VR)

Orquestra Jazz de Matosinhos

O Couraçado Potemkine

de Serguei Eisenstein
12-10 21h30
(GA)
filme-concerto - ESTREIA
Bronenosets Potemkin (Rússia, ficção, 1925, 70 min) M/12

É um dos melhores filmes de todos os tempos, um dos mais conhecidos da história do cinema e apresenta uma das mais célebres sequências da sétima arte. Para Charlie Chaplin, era mesmo o seu favorito. Realizado por Sergei Eisenstein, "O Couraçado Potemkin” é um filme mudo soviético que estreou em 1925 e apresenta uma versão dramatizada da rebelião ocorrida em 1905, onde os tripulantes do navio de guerra Bronenosets Potyomkin/O Couraçado Potemkin se revoltaram contra seus oficiais superiores.
Razões mais que suficientes para este ser um grande desafio para os músicos João Guimarães, João Pedro Brandão, Paulo Perfeito, Pedro Guedes e Telmo Marques, autores da banda-sonora original que será interpretada, em estreia mundial, pela Orquestra Jazz de Matosinhos dia 12 de Outubro, na Casa das Artes, no âmbito da IV edição do Close-Up - Observatório de Cinema de Famalicão. Controverso aquando da estreia nos anos 50, "O Couraçado Potemkin” foi considerado subversivo no Reino Unido. Na Alemanha, mereceu a censura das autoridades nazis e teve uma circulação limitada nos Estados Unidos. Inspirado nos acontecimentos reais de 1905, o filme divide-se em cinco episódios, três dos quais passados a bordo do navio e coincidentes com a memória histórica da revolta.

Era Uma Vez em... Hollywood

de Quentin Tarantino
15-10 21h30
(GA)
sessão especial
Once upon a time in Hollywood (EUA, ficção, 2019, 150 min) M/16

Um ator apagado e o seu duplo embarcam numa odisseia para tentarem vingar na indústria cinematográfica de Hollywood. O ano é 1969 e Charles Manson lançou o terror em Los Angeles com a sua visão apocalíptica do “Helter Skelter” e o assassinato de Sharon Tate, mulher do realizador Roman Polanski…O nono Tarantino com um elenco de luxo: Leonardo DiCaprio, Brad Pitt, Al Pacino, Kurt Russell, entre outros.

Alpha: Nos Bastidores da Corrupção

de Brillante Mendoza
18-10 21h45
(GA)
ante-estreia
Alpha: The Right to Kill (Filipinas, ficção, 2019, 95 min) M/12

Tendo como pano de fundo a luta do governo das Filipinas contra as drogas ilegais, uma força policial liderada pela SWAT lança uma operação para prender Abel, um dos maiores traficantes de droga de Manila. O agente Espino e Elijah, um pequeno passador de droga que se tornou informador, tratam das informações para a operação, que rapidamente se transforma num violento confronto armado, nos bairros de lata, entre a SWAT e o gangue de Abel. Esta atitude de sobrevivência por um lado e de corrupção por outro, irá desencadear uma perigosa série de eventos, levando ambos a arriscar as suas reputações, a suas famílias e as suas vidas. Prémio Especial do Júri no Festival Internacional de Cinema de San Sebastián.

Mão Morta

A Casa na Praça Trubnaia

de Boris Barnet
19-10 21h30
(GA)
filme-concerto
Dom na Trubnoy (Rússia, ficção, 1928, 80 min) M/12

Parasha Pitunova chega a Moscovo, vinda da província, para trabalhar como empregada doméstica. Esta comédia conta a história da casa onde ela vai trabalhar, e dos seus habitantes. Uma sátira à hipocrisia da pequena burguesia, que sobrevivera na URSS à Revolução e que continuava, sorrateiramente, a explorar os necessitados. Esta obra-prima de Barnet, o outsider do cinema mudo soviético, será apresentado com uma banda-sonora em estreia, composta e tocada ao vivo pelos Mão Morta, uma das principais bandas de rock portuguesas, com uma carreira de mais de 30 anos.