Sessões para Famílias

A mais recente criação dos Studio Ghibli, Aya e a Feiticeira, e a reposição com cópia restaurada de uma das obras mais pessoais de Charlie Chaplin – The Kid, oportunidade para assinalarmos o centenário do filme que junta o Charlot e o garoto, em sessões com filmes separados por cem anos, que ambicionam juntar gerações na imersão da sala de cinema.

Aya e a Feiticeira

de Gorō Miyazaki

Dia 17-10 15h30 (GA)
Earwig and the Witch (Japão, animação, 2021, 80 min) M/6

Aya tem 10 anos e foi deixada num orfanato ainda bebé. Ela adora viver lá, sobretudo porque tem a incrível habilidade de fazer com que toda a gente faça exactamente o que quer. A última coisa que Aya deseja é ser adoptada pela feiticeira Bella Yaga…mas, pela primeira vez na sua vida, o seu desejo não é atendido. Apesar de contrariada e triste de abandonar os seus amigos, coloca a sua melhor cara e sorriso forçado e vai. Afinal sempre quis aprender magia! Mas Aya precisará de toda a sua ingenuidade para, com a ajuda do gato de Bella Yaga, conseguir sobreviver e sobretudo florescer.

O Garoto de Charlot

de Charlie Chaplin

Dia 23-10 11h00 (PA)
The Kid (EUA, ficção, 1921, 65 min) M/6

Uma mãe solteira deixa um hospital de caridade com seu filho recém-nascido. A mãe percebe que não tem condições para criar o filho, por isso, decide deixá-lo no banco de trás de um carro, de pessoas ricas, e deixa um bilhete a pedir que cuidem do seu filho. Mas, em contrapartida, o carro é roubado por dois ladrões, que quando descobrem o bebé abandonam-no numa rua deserta. Sem saber de nada um vagabundo (Chaplin) faz o seu passeio matinal e encontra o bebé. Cinco anos depois, a criança (Jackie Coogan) e o seu pai adoptivo são inseparáveis, e o pequeno é uma ajuda preciosa no trabalho de reparação de vidros "acidentalmente" partidos. Realizada por Charlie Chaplin – que se inspira na miséria da sua própria infância –, uma comédia dramática sobre o amor, que permanece uma das mais importantes referências cinematográficas de todos os tempos.