Close-up é um tipo de plano cinematográfico que aproxima a observação, mas é também um filme incontornável na história do Cinema (de Abbas Kiarostami, 1990), que servirá de epígrafe deste Observatório, na colisão entre o documentário e a ficção, entre o real e o simulacro, emergem as potencialidades humanistas do Cinema: um homem envolve-se com uma família passando-se por um realizador, é julgado por esse delito, mas é perdoado, redimido pelo cinema de Kiarostami. Edifica-se, então, um Observatório de Cinema, com vigência estendida ao longo de todo o ano e com uma Mostra, ponto alto e intenso da programação, que na 5.ª edição decorrerá entre os dias 10 e 17 de Outubro. Procurando inovar no formato, para lá da ideia conceptual de Festival, pretende-se, tal como a designação Observatório deseja evocar, um contínuo e detalhado olhar sobre a produção do Cinema do presente, antecipando as mutações que o futuro trará, nas suas relações com as outras artes, o mundo académico e a comunidade, atribuindo protagonismo a sessões comentadas que se estendem por todo o programa. A história do Cinema estará no cerne da programação do Observatório, sustentada no legado da linguagem das imagens em movimento: da arqueologia das imagens fantasmáticas do virar do séc. XX, até ao universo digital e da multiplicação de ecrãs do séc. XXI.

De 10 a 17 de Outubro, em vários espaços da Casa das Artes, o quarto episódio do Close-up – Observatório de Cinema de Famalicão, com cerca de 30 sessões de cinema contemporâneo cruzadas com a história do Cinema na fase mexicana de Luis Buñuel, sob o mote do Cinema na Cidade, incluindo filmes-concerto pelos Black Bombaim & Luís Fernandes (em estreia) e por Cristina Branco, filmes comentados (por realizadores, jornalistas, académicos), um panorama pela obra de Pedro Filipe Marques, com uma carta branca ao realizador, sessões especiais, conversas, música e poesia no café-concerto e no foyer e sessões para famílias e para escolas, com filmes, oficinas e uma masterclasse de Luís Azevedo.

Bilheteira

Comprar online na BOL

Geral: 2 euros
Cartão quadrilátero: 1 euro
Entrada livre: estudantes, seniores, associados de cineclubes

Bilheteira Filmes-Concerto

(Black Bombaim e Luís Fernandes / Cristina Branco)

Geral: 6 euros
Cartão quadrilátero, estudantes, seniores, associados de cineclubes: 3 euros

Bilheteira Família


Geral: 2 euros
Cartão quadrilátero, estudantes, seniores, associados de cineclubes: 1 euro

Café Kiarostami

Foyer e Café-concerto: entrada livre

Ficha técnica

Organização

Município de Vila Nova de Famalicão / Casa das Artes

Direcção Artística da Casa das Artes

Álvaro Santos

Programação

Vítor Ribeiro

Concepção

Vítor Ribeiro, com Álvaro Santos e João Catalão

Textos, Apresentações e Debates

Cristina Coelho (CC), Hugo Romão Pacheco (HRP) e Vítor Ribeiro (VR)

Produção

Casa das Artes de Famalicão

Comunicação

Álvaro Magalhães, Cristiana Carmo e José Agostinho Pereira

Grafismo

Galeria Gabinete